FireChat: O Revolucionário Aplicativo da Comunicação Offline nos Protestos em Hong Kong

A revolta dos guarda-chuvas em Hong Kong é o protesto que está tomando conta da mídia no momento. Milhares de jovens ocuparam as ruas em busca de uma política mais independente de Pequim e mais democrática. Os protestos começaram em setembro e estão causando distúrbios econômicos e políticos na região.

Os guarda-chuvas têm sido usados como símbolo de resistência ao spray de pimenta, lançado indiscriminadamente pela força policial contra os manifestantes.

É muito nítida a semelhança com os protestos que aconteceram na primavera árabe. Protestos nos quais a sua grande maioria jovens, reivindicam mais liberdades. Entretanto, a semelhança entre os dois não se encontra apenas nos ideias, mas também na execução e propagação. Os dois tiveram uma grande aliada: a tecnologia. Estes protesto nunca teriam tomado proporções tão gigantescas sem esta fiel ferramenta. Os governos reconhecem a sua importância, por isso tanto no mundo árabe, como agora em Hong Kong, tentam enfraquecer as manifestações limitando o uso à internet. Ou seja, cortando a principal fonte de comunicação e organização dos protestantes. Eis que algo revolucionário surge: um aplicativo de mensagens offline.

FireChat é um aplicativo revolucionário pois permite a comunicação sem o uso da internet.Ele consegue transmitir mensagens para usuários relativamente próximos apenas com o Bluetooth ativado

Esse aplicativo tem tido um papel crucial nos protestos. Ao prescindir de internet para se conectar, e até mesmo de sinal da companhia telefônica, exige apenas o Bluetooth ativado para envio e recebimento de mensagens. Ao funcionar com o Bluetooth, ele acaba tendo uma certa delimitação geográfica, porém sua proposta inicial é funcionar como uma corrente, ou seja, mensagens sendo enviadas e transmitidas a todos os usuários em pleno vapor, assim perdendo sua limitação espacial e alcançando o grande público.

Como o aplicativo oferece a opção de anonimidade, ele é um excelente mecanismo de divulgação de informações dissidentes, porém este lado da anonimidade possibilita também a divulgação de falsos dados, podendo até mesmo enfraquecer o movimento e gerar discórdias. Percebendo isto, o aplicativo executou uma atualização para Android (a nova versão para iOS estará disponível em pouco tempo) que possibilita aos usuários serem verificados (eles recebem uma marca vermelha de que são usuários verificados) e criar um perfil, acessível a todos, dando detalhes sobre dados pessoais.
As contas verificadas estão sendo controladas com muito cuidado desde a sede do aplicativo, na Califórnia, sendo a maioria delas até agora disponibilizadas para jornalistas. Os desenvolvedores do aplicativo esperam que com essas mudanças o aplicativo consiga ser mais crível para seus usuários.

Desde que ganhou força, há duas semanas, o aplicativo já foi baixado por cerca de 500.000 pessoas na região de Hong Kong e mais de 5.1 milhoes de mensagens foram trocadas.

Jovens tomam as ruas de Hong Kong com seus smartphones. Conectados ou não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s